Uma tarde de BrainLunch


Experiência: Liga de Neurologia visita o médico Édisom Moreira

Publicado em 6/6/2019

Quantos ensinamentos podem ser transmitidos através de uma roda de conversa? Desde a antiguidade se praticava o hábito de sentar em roda para que uma geração aprendesse com a outra. Seja ouvindo os pais, os avós e também os professores.

E foi justamente para sair do cotidiano de sala de aula, que a Liga Acadêmica de Neurologia do curso de Medicina do UniFOA levou os alunos para um “BrainLunch”, uma conversa informal, com o respeitado médico e professor Édisom Moreira, um dos maiores anatomistas do Brasil, com seus desenhos cheios de detalhes, e todos feitos a mão.

“Ficamos muito honrados de vir até a casa do professor Édisom e ouvir de uma forma mais íntima toda a sua experiência na Medicina. Com tantos anos de atuação, ainda impacta de forma direta na forma formação das novas gerações de médicos, com seus ensinamentos e a forma delicada como fala sobre a área que tanto ama”, comentou Caroline Ribeiro, presidente da Liga de Neurologia.

Para quem vê um senhor com seus quase 90 anos, não imagina que o doutor Édisom é um dedicado estudioso ficando de oito a nove horas diárias em seu escritório, pesquisando, fazendo suas anotações, elaborando seus desenhos e um entusiasta em poder compartilhar seus conhecimentos com a nova geração.

“Ensinar é uma coisa natural em mim. Compartilho com meus alunos os resultados do dom que ganhei. Pretendo me dedicar à profissão enquanto vida tiver. Não nascemos para nos servir, mas sim, servir ao próximo”, declarou o professor Édisom.

O interesse dos alunos em passar uma tarde com o médico, vendo seus desenhos, livros e poder tirar dúvidas para adquirir mais conhecimento o encheu de alegria. “Conhecimento é uma coisa que temos que ter, e compartilhar. Me sinto alimentado nesta troca”, finalizou o anatomista.


Veja Também: