Sobre a vibração de pontes e viadutos


Coordenador de Engenharia Civil concede entrevista ao RJTV

Publicado em 23/8/2017

O coordenador do curso de Engenharia Civil, José Marcos Rodrigues Filho, concedeu uma entrevista ao vivo na edição dessa terça, 22, ao RJTV 1ª Edição, a fim de explicar para a população o motivo de pontes e viadutos vibrarem e a causa da existência de juntas de dilatação de trechos em trechos.

“Ainda que gere um Inicial desconforto aos usuários, a vibração é um fenômeno desejado e esperado, pois caso não existissem, as estruturas rígidas em demasia estariam mais propensas a patologias podendo culminar em fadiga dos materiais e o consequente colapso da estrutura, a partir de propagação de ondas do tráfego e a ressonância”, pontuou e continuou:

- Quanto às juntas de dilatação, servem para permitir com as variações térmicas (dilatação e retração). As pistas (tabuleiros) são apoiados em aparelhos de borracha especial, o que contribui também para o efeito da vibração. Uma obra de arte, como são chamadas na engenharia as pontes e viadutos, quando vibra, ainda que cause o desconforto, é sinal que o modelo concebido está funcionando, finalizou o coordenador de Engenharia Civil.


Veja Também: