Quer se destacar no mercado de trabalho?


Desenvolva qualidades, garanta seu sucesso no mercado

Publicado em 23/11/2017

rescer profissionalmente requer muito empenho, dedicação e planejamento. Um bom profissional é aquele que reúne diversas habilidades técnicas, pessoais e interpessoais de forma coerente com os objetivos de vida que se idealiza. Para se destacar no mercado de trabalho é necessário voltar o olhar ao que é preciso para ser um profissional disputado pelas empresas.

Em tempos de recessão, mais do que nunca paira no mundo corporativo uma preocupação constante e intensa, que diz respeito a manter o emprego, se diferenciar e mesmo impulsionar a carreira. Um bom plano de carreira, atitudes bem pensadas, planejamento e escolhas certas, melhoram as chances do profissional, garantindo visibilidade e possibilitando sua ascensão profissional.

"Conhecer as competências que você possui, que já geraram resultados consistentes em sua história profissional, e cujos efeitos você pode oferecer ao mercado em nível de excelência, é fundamental para se distinguir em meio a uma massa de trabalhadores qualificados. Quando você entende quais seus pontos mais fortes, você passa a almejar se colocar no mercado em posições que busquem esses aspectos em que você é diferenciado."

Foco - Faça uma lista com suas competências, para se tornar mais confiante em relação ao seu potencial, mas mantenha os pés no chão. Além disso, não se esqueça que sempre é bom se aprimorar, atualize-se sempre, por melhor que possa ser na área escolhida.

Vídeo Pós-Graduação

Empreenda - Geralmente associamos a vocação para o empreendedorismo apenas a quem é sócio de empresas, mas ter atitude e se portar como protagonista é um dos comportamentos que os gestores mais buscam encontrar em quem sai da universidade para o mercado de trabalho.

Excelência - O mercado está sim mais competitivo e exigente. A primeira consequência disso é que você também deve ser assim — procure por tarefas e projetos dos quais você se orgulhe e cujo resultado seja inovador e excelente.

Uma carreira é construída em longo prazo, é essencial, então, estarmos felizes e realizados. Ao se destacar pelos seus méritos e diferenciais, a chance de conseguir um emprego que o realize são maiores.

Comunicação - Toda organização valoriza o profissional que consegue expor uma linha de pensamento com coerência e facilidade. Por isso, cuide bem do seu discurso. Leia muito: literatura, notícias, pesquisas científicas, informações técnicas do seu interesse, qualquer coisa vale — o importante é estar sempre ampliando o vocabulário e treinando seu discurso. Isso dará a você desenvoltura em qualquer reunião ou entrevista, e você será lembrado.

 

Você pode confiar em uma instituição com 50 anos de tradição

Vídeo Institucional

A Fundação Oswaldo Aranha (FOA), mantenedora do UniFOA, comemora 50 anos de existência e atuação no mercado da educação no Sul Fluminense. A data representa um marco na história da instituição e estímulo para planejar as próximas décadas.

Primeiros cursos

A FOA veio suprir na região Sul Fluminense a demanda por ensino superior, para disseminar a pesquisa técnica e científica e formar profissionais.

Iniciando os trabalhos com as escolas de Ciências Médicas, em 1968; Odontologia em 1970; Engenharia Civil, 1970; Educação Física, 1971; e Ciências Contábeis, em 1975.

As escolas mantidas pela FOA foram integradas, em 1993, com a criação do Centro de Ensino Superior de Volta Redonda (Cesvre).

O UniFOA

Em 1999, com o credenciamento do MEC, o Cesvre foi elevado à condição de centro universitário, transformando-se no Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA).

Tradição e qualidade no ensino são os principais diferenciais do UniFOA. “A modernidade, integração, agilidade nas relações sociais e de trabalho, exigem que entreguemos aos acadêmicos um espaço onde a sua atividade de aprendizagem seja única e prazerosa. Assim o UniFOA e a FOA vêm se apresentando agora, para a construção de um novo século humano de aprendizagem”, destacou o presidente em exercício da FOA, Eduardo Prado.

A estrutura organizacional acadêmica foi readequada, diante dos anseios relacionados ao ensino, à pesquisa e à extensão. “É importante ressaltar que a FOA/UniFOA vêm criando e mantendo espaços de diálogo, de reflexões e de troca de experiências acadêmico-científicas entre alunos e professores das mais diferentes instituições de ensino, investindo de forma regular e produtiva no desenvolvimento de pesquisas de qualidade e de divulgação científica. Fomentamos iniciativas de atualização acadêmica com foco na formação sólida de cidadãos que saibam inovar diante dos atuais desafios”, finalizou a reitora Claudia Utagawa.


Veja Também: