Educação Ambiental e Empreendedorismo


Projeto une mestrado e educação básica na transformação da vida de inúmeros jovens

Publicado em 2/12/2019

Um aluno do Mestrado Profissional em Materiais do UniFOA decidiu unir seus conhecimentos pessoais e técnicos para transformar a vida de jovens. Cláudio Domingos da Silva Junior, que também é egresso do curso de Engenharia Civil, criou o projeto Soldadores do Futuro no Ciep 291, em Pinheiral. A iniciativa já formou cerca de 90 rapazes e moças que terão certificado para atuar como soldadores no município.

Ao longo do ano foi montada uma turma que aprendeu as noções básicas de solda. Ao final do curso, cada aluno montou, como produto, um protetor de árvore. Em contato com a prefeitura de Pinheiral, no mês de novembro, alunos e equipe de professores fizeram o plantio de 50 mudas de árvores que foram doadas para a cidade. União entre educação ambiental e experiência profissional.

Assista a reportagem completa do projeto Soldadores do Futuro na Band Rio Interior

A experiência vem gerando frutos. “Os jovens já começaram a nos perguntar sobre valores das máquinas de solda, como devem iniciar seus portfólios para apresentar aos futuros clientes. Estamos descobrindo excelentes soldadores e soldadoras”, destacou Cláudio Domingos.

Ao todo, 120 jovens se inscreveram para o curso. A intenção é que o projeto permaneça em 2020 e forme novas turmas. “Hoje temos alunos mais engajados e estruturados emocionalmente. Para frequentar o curso, eles não podem faltar as aulas, e devem ter um bom rendimento. Então, além de uma chance profissional, temos conquistado melhores comportamentos e maior comprometimento dos jovens”, pontuou o professor do UniFOA, Luciano Marins, que também atua como diretor do Ciep 291, e contribuiu para que o projeto Soldadores do Futuro fosse um sucesso.

O UniFOA tem diversos projetos que unem o ensino superior à educação básica. “Um dos papéis da universidade é gerar produtos e pesquisas em benefício da sociedade. E, por conta disso, temos percebido que quanto mais próximos estivermos, menor a distância entre o que se pensa na faculdade do que se aplica dentro das escolas”, finalizou o professor Luciano Marins. 


Veja Também: