Alunos vencem concurso do Ministério da Saúde


Produção sobre Sífilis coloca UniFOA como representante do sudeste em campanha nacional

Publicado em 16/4/2020

O Ministério da Saúde (MS), a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) divulgaram, no dia 7 de abril, o resultado do chamamento para produção de materiais radiofônicos de prevenção da Sífilis. Participaram da seleção, alunos e professores de três cursos do UniFOA: Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Enfermagem.

Representando a região sudeste, o UniFOA entrou para o seleto grupo de seis instituições privadas e federais do país vencedoras do chamamento público para a campanha. Ao todo, participaram da ação, 18 estados, 35 municípios e 44 instituições de ensino superior.

Todos os trabalhos vencedores serão divulgados nas plataformas digitais do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde/Organização Mundial de Saúde, bem como em rádios públicas, universitárias, web rádios e rádios comunitárias, de alcance nacional.

Ouça o podcast no Spotify | Ouça o podcast no Anchor

Ouça o spot no Spotify | Ouça o spot no Anchor

Dois produtos foram produzidos pela equipe do UniFOA: um podcast com o título de Saúde e Ciência (vencedor) e um spot, Sífilis Tem Cura (semifinalista). Para a composição dos trabalhos, a equipe se valeu de metodologias de projetos interdisciplinares. Sendo assim, as experiências profissionais e teóricas apoiaram-se nas produções.

Segundo o professor do curso de Publicidade e Propaganda, Alexis Aragão, responsável pelo projeto, a demanda da ação surgiu por meio do Escritório da Cidadania, setor institucional do UniFOA encarregado de cuidar de questões sociais, que encaminhou a proposta do edital para o coordenador do curso, Douglas Gonçalves.

A avaliação dos trabalhos aconteceu ao longo de três meses e contou com o aval de profissionais de diversas instituições renomadas do país. Dentre elas: a Rádio Nacional de Brasília (EBC - Empresa Brasileira de Comunicação), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Associação Brasileira de Rádio e Televisão (ABERT), a Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço), a Rede de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Federais e a Rede da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS).

O aluno do 3°ano de Jornalismo, Matheus Azevedo, ressalta a relevância da comunicação em projetos ligados à área da saúde. “A comunicação tem um papel fundamental em informar a população sobre os fatos relevantes. Dessa forma, as ferramentas comunicacionais podem e devem ser utilizadas para o bem da sociedade”, enfatizou o acadêmico.

Participaram do podcast, as alunas do 5° ano do curso de Enfermagem Lohany Ferreira e Flávia Selvati, que produziram um trabalho de conclusão de curso com o tema - Sífilis em Homens: Representação Social Sobre a Infecção, o material foi abordado no produto radiofônico.

Representando a dupla, a aluna Lohany Ferreira, expôs sua gratidão em participar do projeto. “A experiência foi enriquecedora. Contribuímos com o assunto e tivemos a oportunidade divulgar o projeto de TCC, mostrando como a enfermagem é importante no enfrentamento da Sífilis”, relatou a aluna. O Trabalho foi orientado pela professora Renata Martins, Doutoranda em enfermagem e biociência (UNIRIO) que também participou do podcast.

“No mundo repleto de fake news (Notícia Falsa) da nossa rotina, a saída é buscar as universidades e as divulgações científicas. Dessa forma, as parcerias entre publicitários e jornalistas com a temática de saúde vão trazer resultados positivos, como os produtos radiofônicos de saúde pública. Além disso, para os dois cursos, o aluno é colocado como protagonista de questões do cotidiano, mostrando qual é o papel de cada profissão na responsabilidade social perante as temáticas de saúde”, comentou o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda e professor do curso de Jornalismo, Douglas Gonçalves.

O material radiofônico da campanha foi produzido no laboratório da Rádio UniFOA, espaço extensionista e de produções de conteúdos informativos e educacionais. Alunos, professores e funcionários podem participar deste espaço para veiculação de ideias e ações.

Participantes do projeto:

  1. Thalles Figueiredo (Aluno do 4° ano de Publicidade e Propaganda)
  2. Flávia Selvati (Aluna do 5° ano de Enfermagem)
  3. Larissa de Paula (Aluna do 4° ano de Publicidade e Propaganda)
  4. Professora Renata Martins (Curso de Enfermagem)
  5. Matheus Azevedo (Aluno do 3° ano de Jornalismo)
  6. Lohany Ferreira (Aluna do 5° ano de Enfermagem)
  7. Professor Alexis Aragão (Curso de Publicidade e Propaganda)
  8. Professor Douglas Gonçalves (Curso de Jornalismo e Publicidade e Propaganda)

Os bastidores das gravações

Veja Também: